18 de março de 2009

uma árvore...um amor

Sonho, na noite, com a beleza de um Ser e,
quando num abrir... os olhos, dou voltas e,
exijo voltar a fechá-los.
É demais o querer ter, o querer ser, o querer saber.
É demais...o poder perder.
Quero voltar a ver...até amanhecer.
Poder sair e...aparecer.
Vejo-a, observo-a, cheiro-a e digo...
amo-te.
Ela retribui...à sua maneira.
Caiem-lhe as folhas que,
beijam meus lábios.
Sopra o vento e peço que continue,
que não pare.
Preciso daqueles beijos, daquelas folhas.
Encosto meu corpo ao seu... [tronco] e,
abrindo meus braços, a abraço, a acarinho,
a guardo...para mim.
É demais, é amor, é a leveza de um gostar e um gritar...
estou doido mas...
amo-te.
Passa-se o tempo, o vento amaina e as folhas...
vão parando de cair.
Olho o vento e peço...não, não a deixes ir.
Preciso dela, dos seus beijos [folhas].
Aproxima-se a hora e fica o desejo de, no amanhã...
o vento voltar.
No mínimo, espera-me o sonho em mais uma noite mas...
faltam-me os seus beijos [folhas], o seu corpo [tronco].



9 comentários:

Fa menor disse...

Achei-te!...
Obrigada por te mostrares... já tinha saudades.

Os sonhos fazem bem à vida... desde que não demasiadamente irreais...

E agora está aí a Primavera a romper, é vida que se renova, são novas folhas a acontecer.

Beijinhos

Sol da meia noite disse...

Uma bela poesia, onde o verbo amar se conjuga no sentir do beijo que se precisa.
Há um carinho imenso na leveza das tuas palavras...

Belo... muito belo...!


Obrigada Sérgio, por me dares a conhecer o teu novo blog.
Beijinho *

Anónimo disse...

"É demais, é amor, é a leveza de um gostar e um gritar...
estou doido mas...
amo-te..."

Achei lindo...

GMV disse...

Há um enraizar de sentimento... nas tuas sentidas palavras.

Bonito poema, querido Sérgio.

Um beijo de boa noite

Sunshine disse...

Um sonho ... um querer ... um sentimento intenso ... a sensação da caricia de uma folha, o abraçar do tronco o cheiro da natureza ... o próprio vento uma carícia também ... uma imagem linda a que transmites nas tuas palavras ...

bom ler-te ....

Envio-te um beijo pousado levemente numa folha que o vento te leva ....

Anónimo disse...

Muito bonito este Poema :)

Tão bonito que achei desnecessário a tua explicação dos beijos e abraços...mesmo assim não lhe tira nada a beleza e a sensibilidade que contêm...

Gostei muito...mesmo :)

Beijo enviado numa folha,
teresa

delaRosa disse...

Mmm.. Sentido y dulce. El amor, de una manera u otra, simpre está presente en nuestras vidas.
Preciosas palabras.

Un beso lleno de sonrisas y afectos.

Paulo - Intemporal disse...

No Dia Mundial da Poesia, deposito aqui um ramo de sílabas que mais tarde virei colher na vogalização de tantas as palavras de en.cantar.

e saio _______________________________ rendido.

Um abraço[.]

f@ disse...

Olá Sérgio... nem acreditas mas só agora vi que este blog era teu...
tenho por aqui mtas e belas palavras para ler... e nem sei o que dizer da minha distracção...só hoje reparei na foto e nem queria acreditar...
belo este poema sentida mente a árvore a desabrochar agora e todas as flores com pétalas a perfumar o vento...
beijinho e abraço das folhas e meu