12 de março de 2009

o nada...

enchem-se-me os olhos de um brilho encadeante,
sinto no peito as dores de um respirar sem fôlego.
vejo minha pele de um colorido estonteante, arrepiante,
sinto meu coração palpitando como fogo que falta e... trôpego.

5 comentários:

GMV disse...

E esta descrição sentida... já é "tudo"! O "sentir" anula o vazio do nada, mesmo quando, por vezes, nos possa parecer triste.


Beijos meus

Anónimo disse...

Como diz GMV, o sentir anula o nada...

Tu achas que é nada...a mim pareceu-me que estás apaixonado...

Ok, ok eu sei que a maioria das vezes vejo tudo cor-de-rosa...

Beijo,
teresa

Paulo - Intemporal disse...

porque o vazio pode ser também a reminiscência que ao silêncio se faz tarde, mesmo que seja tarde, durante a tarde.

um bom fim de semana.

um abraço ______________________.

Anónimo disse...

Querido Sérgio...

Enches de tudo esse nada...

Beijo...

Sunshine disse...

Prazer em ler-te ... tanto que conteem as tuas palavras, estarás amando ??

Obrigado pelas tuas palavras, tb gosto muito do simbolo por isso o escolhi, embora, por razões diversas ultimamente esteja um pouco desiquilibrado .... e vontade de escrever é mt pouca ... enfim, melhores dias virão (espero)

Bjs ... volta sempre (vou linkar)

:)